Nossa Senhora das Mercês – Padroeira da Pastoral do Empreendedor

Nossa Senhora das Mercês – Padroeira da Pastoral do Empreendedor

Hoje celebramos o dia de Nossa Senhora das Mercês, padroeira da Pastoral do Empreendedor. Esta bela invocação remonta ao século XIII, época da dominação muçulmana na Península Ibérica. Os muçulmanos faziam também incursões nas regiões litorâneas francesas e italianas. Muitos cristãos eram aprisionados e levados como escravos para o norte da África. Condenados a trabalhos forçados e a muitas privações, embora a maioria dos discípulos de Cristo permanecesse fiel à sua fé, vários, porém, desertavam. Para alcançarem a liberdade trocavam o Evangelho pelo Alcorão.

São Pedro Nolasco recebeu da Virgem Maria uma inspiração para fundar uma Ordem religiosa inteiramente devotada ao auxílio e redenção dos cristãos cativos. Dia 10 de agosto do ano de 1218, Pedro Nolasco e Treze Cavalheiros se consagraram a Deus e se propunham oficialmente a se dedicarem à Redenção dos cristãos escravos que corriam grande perigo, inclusive, de traírem sua crença religiosa.

São Pedro Nolasco – o empreendedor

Para alcançar os objetivos da Ordem Mercedária São Pedro Nolasco agia como um verdadeiro empreendedor para arrecadar os fundos necessários para as missões realizadas.

Grandes os benefícios prestados pelos mercedários àqueles que estavam sob o jugo dos mouros. A ordem aprovada pelo Papa se espalhou pela Europa e, descoberta a América, estes religiosos viram um campo aberto para suas atividades, agora junto aos selvagens, depois, na proteção dos escravos africanos.

No século XVII em pleno ciclo do ouro, nas Minas Gerais, a Irmandade de Nossa Senhora das Mercês se estabeleceu em Ouro Preto. Espalhou-se depois para outras regiões mineiras como Diamantina, São João Del Rei, Mariana, Sabará, Santa Bárbara onde belos templos lhe foram edificados. Isto ocorreu também em outras partes do Brasil como São Luís do Maranhão, Belém do Pará, Rio de Janeiro.

Oração a Nossa Senhora das Mercês

Mãe querida das Mercês, com a simples confiança de filhos, recorremos a Ti. Vimos aos Teus pés de Rainha e Mãe de misericórdia, suplicando o Teu poderoso auxílio.

O nosso mundo vive aprisionado em tantas formas de escravidão e opressão. Nosso tempo não é menos atribulado que aquele em que Tu, compadecida da Terra, inspiraste a fundação de uma ordem religiosa, destinada à redenção dos cativos cristãos.

Novas formas de escravidão social, política ou psicológica que derivam, em última instância, da corrupção do pecado surgem a cada dia. Aqui nos tens, ó Mãe das Mercês, lutando para livrar-nos de tantas cadeias e opressões do nosso mundo. Ajuda-nos com a Tua misericórdia para que possamos recuperar a feliz liberdade dos filhos de Deus. Amém.

 

coordenacao

Deixe uma resposta